domingo, 6 de março de 2011

Economia criativa

Dia 04/03/2011 assistindo ao programa Sala de Notícias, Canal Futura, deparei-me com uma entrevista de Lala Deheinzelin. Tudo bem que o sobrenome é complicado, e parece de artista estrangeira, mas essa economista brasileira de conversa amigável mostrou ao longo da entrevista pontos que podem ser mudados no nosso país quando o assunto é desenvolvimento sustentável e economia criativa, termo novo para mim até este momento.
Lala, que é do Movimento Crie Futuros, falou de forma simples sobre conhecimento e criatividade. Segundo a economista, no século passado nós tínhamos a economia da escassez, com ouro e riquezas e agora, no século XXI, descobrimos que a indústria criativa, e consequentemente a economia criativa está em primeiro lugar.
A economia criativa caracteriza-se pelo capital social. No nosso país ainda temos falta de capital social, há muitas pessoas fazendo muitas coisas separadas, falta a capacidade de agir de maneira integrada, pensando no coletivo. Essa seria a chave do nosso desenvolvimento.

Lala nos alerta que a “galinha dos ovos de ouro” do novo milênio é a diversidade cultural. E o Brasil como um país rico nesse sentido tem de aprender a fazer uso dessa ferramenta tão farta que possui, e não matar sua “galinha” como tem feito. A diversidade cultural está inteiramente ligada à autoconfiança, e esta por sua vez, ligada à auto-estima. Item ainda em escassez no nosso país.


Uma das grandes dificuldades que temos em atingir estes ideais de desenvolvimento e auto-estima é o simples fato de que as coisas essenciais a essa nova era são intangíveis. Não temos ainda medidores qualitativos para saber quando um trabalho social tira um jovem da rua, muda sua vida e o torna um cidadão de bem. Nossos medidores ainda são quantitativos.
Ainda está sendo criada uma moeda de troca (escambo) para o intangível.
Temos um belo exemplo no Festival Calango* (Cuiabá), onde eles já se utilizam da economia criativa e aceitam o Cubo**, uma moeda válida em 25 dos 27 estados brasileiros.

No entanto, a economista é otimista ao ressaltar que quando pensavam o  futuro mundial há muitos anos atrás, os estudiosos viam um lugar cinzento, egoísta e belicoso, mas surpreendentemente temos notado que o futuro pode ser mais verde, mais integrado, plural, miscigenado e mais, muito mais pacífico.


Isso é o futuro.

Michel Serres tem razão, viva a nossa miscigenação.

Fonte: Sala de notícias. Canal Futura. 04 de março de 2011 às 20:30 hs.
Repórter: Cristina Amaral.
Entrevistada: Lala Deheinzelin (economista criativa -  Movimento Crie Futuros)

9 comentários:

Giselle Florentino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giselle Florentino disse...

Já estava ouvindo rumores sobre esse novo método de economia flexível e coletiva, que tem por objetivo construir uma real situação de bem estar social.
Porém, não conhecia de fato o Movimento Crie Futuro, gostei muito do método utilizado por eles, valorizando sempre a nossa diversidade cultural e utilizando nossa imaginação/criatividade como base para o desenvolvimento econômico e social.
Para complementar esse artigo, escrito tão bem pela querida Valéria. Indico esse texto do Blog Papos D' Economista que comenta sobe o uso da moeda social, mostrando suas conseqüências para uma distribuição de renda mais justa e igualitária na sociedade.
http://paposdeconomistas.blogspot.com/2011/02/moeda-social.html?spref=fb

Giselle Florentino
Graduanda de Ciências Econômicas - UFRRJ/IM

Valéria Lourenço disse...

Obrigada pela visita Gi. Bjs.

Stephanie disse...

Oi Valéria, tava sentindo q era hora de fazer esse tipo de investimento, só não imaginava q fosse a economia do futuro!Viva nossa luta!

Parabéns pelo blog, ele é a fagulha q faltava pra eu querer criar o meu!

Letras disse...

Ah Stephanie obrigada, e que bom que você vai criar o seu blogue. Essa "cabecinha" tem mesmo coisas que precisam ser dividas.
Bjs.

Daiane Borduam disse...

Oi Valéria!

Adorei seu blog! Na verdade, você Rodolfo e Mariana me inspiraram a criar o meu, e já tô treinando o ofício,rsrsrs

Aparece lá...

bjs

Valéria Lourenço disse...

Obrigada Daiane,
vou visitar seu blogue sim.
Que bom servir de inspiração para você.

Bjs.

ALDOOOOOO disse...

ADOREI O SEU BLOG E SUPER INTERATIVO, DE UMA OLHADA NO MEU ... MEU NOME ALDO E SOU DE SERGIPE E FUTURAMENTE ESTAREI INDO PARA A UFRRJ. UM FORTE ABRAÇO

Valéria Lourenço disse...

Olá Aldo, obrigada pela visita. De antemão, seja bem vindo à UFRRJ.
Abçs.