terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A Literatura e eu

Por quê escrevo?
Não sei. Às vezes penso que é melhor ler do que ouvir minha voz.
Será que escrevo para você ou para mim ?
Sinto romper, quebrantar meu coração.
Preciso falar, mas será que me ouviria?
Sua voz sempre corta a minha.
Sim, é isso mesmo que quero.
É a literatura na veia.
Vou pagar um preço?!
Ah! Mas disso já sei, já estou pagando.
E não me importo.
Vou até o fim.
É muito mais forte que eu.
E a cada novo horizonte que vislumbro, meu coração pulsa ainda mais
forte e ganha um novo fôlego.
Se quiser me acompanhar ainda tem espaço por aqui,
mas por favor não tente me parar.

5 comentários:

DESAGUANDO disse...

Olá Valéria,

Mandei email para vc, enviei para este endereço:

valeriaclourenco@gmail.com, procede?

Bjus

Valéria Lourenço disse...

Procede. Obrigada Vânia,
Bjs.

Mariana Belize disse...

Lindo texto!

Evandro Rocha disse...

Valéria,

Estão nas palavras o poder de transformar o mundo. Seu exemplo é uma senha para despertar o direito a liberdade de milhares de palavras que são prisoneiras nos corações de tantos oprimidos que necessitam levantar suas vozes...Lembre-se:Que as coisas continuem como antes, eis a catástrofe!-Bejamin.

Um abraço. Evandro

Valéria Lourenço disse...

Obrigada querida Mariana. Ouvir de você que um texto meu é lindo é muito alentador. Bjs.

Evandro, muitíssimo obrigada pelas palavras incentivadoras. Fique à vontade para visitar o blogue sempre que quiser.
Um abç.
Valéria Lourenço.